Boneca Dendem, feliz quem a tem

de Tibor Moricz I O aguaceiro caiu com estardalhaço, lavando os telhados, enchendo as calhas e escorrendo para as ruas. Janelas e portas, todas fechadas enquanto a tempestade desabava. Boneca Dendem, feliz quem a tem, empurrou a cortina, espiando para fora. Paralelepípedos molhados, entremeados por uma grama rala e enfermiça. Fachadas espremidas umas contra as […]

Rolar para o topo